Prefeitura, IFMT e Empaer firmam parceria para capacitar pequenos produtores

things to do for a high school research papers sample thesis acknowledgement page a trip to pangkor island essay essays on the new economic history of the middle east

PMC IFMTA Prefeitura de Cuiabá, o Instituto Federal de Mato Grosso e a Empaer assinaram um Termo de Cooperação Técnica, ontem, quinta-feira (13), que visa capacitar os pequenos produtores da Baixada Cuiabana que serão contemplados com os kits de Irrigação Familiar, ofertados pelo município. Ao todo, 70 famílias serão beneficiadas – inicialmente – com formação de teor profissional, acompanhamento técnico e qualificação em planejamento, bem como construção civil e georeferencimanento, para a regularização fundiária dos lotes destes agricultores.

Segundo o secretário municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Vinicius Hugueney, a gestão está investindo na independência dessas famílias, que possuem um grande potencial produtivo, mas carecem dos atributos necessários para se desenvolverem no setor. De acordo com o titular da pasta, a Prefeitura está olhando com maior sensibilidade para garantir que este grupo de agricultores possa contribuir para o fomento da economia, à medida que também fortalece a comercialização e consumação de alimentos produzidos na nossa própria terra.

“Humanizar está intimamente ligado a adotar um olhar clínico, que permita que as necessidades da nossa população sejam supridas de maneira prática e eficaz. Esta parceria tem esse claro objetivo, de conferir as condições mais apropriadas possíveis para que nosso setor produtivo cresça, na mesma proporção em que beneficia estes primeiros contemplados. Hoje estamos diante de um grande avanço em se tratando da agricultura familiar, com a certeza de que em um breve futuro colheremos frutos genuínos, onde teremos agricultores capazes de conduzir suas plantações, garantindo o sustento dos seus e fortalecendo nossa Capital como mais uma forte engrenagem na produção. É desejo do prefeito Emanuel Pinheiro e do IFMT que esta ação seja continuada, abrangendo também a formação do cidadão, preparando-o para a gestão do dia-a-dia e até mesmo para o planejamento financeiro”, afirmou.

Com o apoio técnico e institucional do IFMT, a nova iniciativa vai também possibilitar que os alunos do instituto aprimorem seus conhecimentos de forma prática. Segundo o reitor da entidade, William Silva de Paula, eles terão a oportunidade de aperfeiçoar o aprendizado ministrado em sala de aula, de maneira que eles levem consigo os ensinamentos, a vivência e também estejam aptos para atuar nas áreas afins com maior propriedade.

“A finalidade dessa parceria nada mais é do que atender da melhor forma possível o agricultor familiar. Através da nossa instituição, esses diversas frentes que o projeto engloba também contribuirão para o fortalecimento significativo da formação de nossos alunos, considerando que ao proporcionarmos um estágio prático in loco, eles também terão a chance de aplicar os conceitos que são trabalhados durante os nossos cursos do ramo da agropecuária e agronomia. Será uma experiência valiosa, que extrapola os efeitos profissionais, alcançando também nossos estudantes no que tange a cidadania. Estas lições serão frutíferas até para a rotina de cada um dos participantes, enquanto cidadãos mato-grossenses e cuiabanos”, pontuou.

Com a assinatura do termo, a primeira ação a entrar em vigor será a qualificação das 70 famílias quanto ao uso dos kits de irrigação. O campus responsável por conduzir esta etapa é o de São Vicente. Em seguida, a unidade de Várzea Grande atuará na parte de gestão e planejamento familiar, construção civil e georeferenciamento, conforme salientou o pró-reitor de Extensão do IFMT, Marcos Taques.

“Nós temos uma estrutura institucional muito forte em se tratando de formação agrícola. Vários dos nossos 19 campi possuem cursos voltados para este nicho e vamos usar toda a expertise que temos para lapidar esses pequenos produtores, que têm tanto a contribuir para a Capital. E além das unidades já citadas, o campus centenário localizado em Cuiabá também participará da iniciativa atuando no georeferenciamento e o do bairro Bela Vista qualificará as famílias contempladas quanto às boas práticas em relação aos alimentos e sua correta manipulação. Essas são as ações que já temos previstas, com a certeza de que novas demandas poderão ser atendidas, conforme avaliarmos a necessidade das comunidades. Vale ressaltar que ao longo desta parceria, a expectativa é que cerca de 200 alunos estejam envolvidos nas propostas de atuação já delimitadas”, falou.

A união de forças entre as instituições reforça ainda mais o compromisso do município em buscar as melhores soluções conjuntas para aprimorar a qualidade dos serviços prestados ao cidadão e oferecer condições propícias para o crescimento da sociedade, como um todo. Com a parceria firmada através do Termo de Cooperação Técnica, pequenos produtores e alunos do Instituto adquirirão uma vivência que vai ampliar sua visão socioeconômica, como revelou Juarez Fiel, diretor de Agricultura e Abastecimento da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

“Não temos nada contra cursos e workshops feitos em sala de aula, mas é importante pontuar que o experimento dentro das propriedades traz uma perspectiva muito mais ampla e profunda sobre o trabalho feito no campo. O dinamismo natural do estágio prático garante aos alunos a chance de conhecer histórias e realidades singulares, além de aprenderem com a mão na massa como os processos desde a produção à comercialização são conduzidos. Essa iniciativa trará um novo tempo para a agricultura familiar da Baixada Cuiabana, que será muito mais valorizada e respeitada. Estamos caminhando para uma independência sem precedentes. Com o contexto atual onde 90% dos nossos alimentos são oriundos de outros municípios e estados, estamos trabalhando na formação de pequenos produtores para que eles impulsionem nosso setor produtivo, à medida que garantem seu sustento e consolidação profissional”, concluiu.

Participaram também da solenidade a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Várzea Grande, Helen Farias; diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Empaer-MT, Rodrigo Monteiro; assessor do senador Cidinho, Gilson Silva; diretora substituto do Campus IFMT de Várzea Grande, Fernanda Caldeira; diretor-geral Campus IFMT Cuiabá, Cristovan Albano; diretor-geral Campus IFMT Bela Vista, Deiver Teixeira; diretor-geral Campus IFMT São Vicente, Lívio dos Santos Voguel; superintendente do Ministério da Agricultura, José de Assis Guareski e o sub-prefeito da Guia, Rubinho da Guia.

Foto Luiz Alves

Comments are closed.